Segunda-Feira, 17 de Janeiro de 2022

MS encerrou 2021 com 7,4 mil diagnósticos e 14 óbitos por dengue


Mato Grosso do Sul teve incidência de 401,2, classificada com alta, a quinta maior entre os estados brasileiros.
Foto: Ilustrativa

Boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde revela que o ano de 2021 teve 7.439 diagnósticos de dengue e 14 óbitos atribuídos à doença.

Com 11.270 casos prováveis em meio a população de 2.809.394 habitantes, Mato Grosso do Sul teve incidência de 401,2, classificada com alta, a quinta maior entre os estados brasileiros.

Já em relação aos diagnósticos de dengue, Três Lagoas foi o município com maior número, 1.766, seguido por Corumbá, com 1.647, Maracaju (514), Campo Grande (400), Ivinhema (395), Rio Brilhante (320), Itaquiraí (273), Antônio João (271), Bataguassu (237), Ponta Porã (179), Ladário (144), Chapadão do Sul (107), e Dourados (100). Os demais contabilizaram menos de uma centena. 

Óbitos

A primeira vítima de 2021 foi uma mulher de 29 anos que faleceu em Corumbá no dia 15 de janeiro. Ela tinha doenças autoimunes e começou a sentir os sintomas da dengue no dia 2 daquele mesmo mês.

No dia 29 daquele mês, morreu um idoso de 66 anos em Dourados. Ele tinha diabetes e hipertensão e teve os primeiros sintomas de dengue dias antes do óbito, em 25 de janeiro.

Ainda houve a confirmação de uma vida perdida em Campo Grande. Com diabetes e hipertensão, uma idosa de 69 anos teve os primeiros sintomas de dengue em 22 de fevereiro e morreu no dia 28. 


Fonte: Dourados News